Previsões de Warren Buffet para o futuro

Oi amigos, li uma matéria bem interessante no site Infomoney.

A matéria cita 8 previsões consideradas atemporais do maior investidor do mundo, Warren Buffet, e que servem como uma boa lição para esses tempos econômicos de grande incerteza.

1. Recessões não podem ser evitadas
Em 2007, Buffett acertou ao prever que se o desemprego aumentasse muito, a economia norte-americana entraria em recessão. No entanto, afirmou que isso é normal, sendo parte da natureza do capitalismo ter recessões periódicas. Buffett disse ainda que é jovem o bastante para esperar mais seis ou sete delas – o investidor tem 81 anos.

2. Nós sobreviveremos às recessões atuais e futuras, como sobrevivemos aos problemas do passado
Lembrando que o país superou problemas da magnitude da Segunda Guerra Mundial, bomba atômica e Grande Depressão no século 20, Buffett afirmou que “vivemos em uma economia maravilhosa (…) e as pessoas vivem sete vezes melhor que a média há um século”.

3. Recessões criam oportunidades
Buffett afirma que suas melhores compras foram feitas em 1974, em uma época de pessimismo devido ao choque de petróleo. “Mas as ações estavam baratas”, lembrou o investidor.

4. Nem todas ações ficarão baratas
Comparando o mercado com um jogo de beisebol, o mega-investidor afirma que ao investir você não precisa “fugir dos arremessos”, podendo apenas “observá-los cair ou subir”. Buffett lembra que um investidor de sucesso espera a melhor ação, ao melhor preço, mas isso não acontece todos os dias. Continue lendo »

Anúncios

Mais dinheiro vai resolver seus problemas financeiros?

Oi amigos. Tudo bem?

Muitas pessoas acreditam que a maior causa de seus problemas financeiros é uma baixa renda. Essas pessoas reclama que ganham pouco, que tem um baixo salário, e que se tivessem uma renda maior poderiam resover a maioria de seus problemas financeiros, e também acumular uma grande fortuna.  Será que isso é verdade?

Um fator fundamental para enriquecer é gastar menos do que se ganha, e usar essa diferença para se investir em ativos que aumentam de valor e assim aumentam seu patrimônio. Se uma pessoa tiver uma alta renda fica mais fácil economizar e assim ter dinheiro para seus investimentos, pelo menos é o que a maioria de nós pensa.

O problema é que na maior parte dos casos, quando uma pessoa tem um aumento na renda, as despesas aumentam na mesma proporção ou até mesmo mais do que o aumento na renda. A pessoa começa a ganhar mais e seu padrão de vida sobe, ela quer comer em lugares melhores, vestir roupas mais caras, ter um carro mais caro, ter uma casa maior, comprar uma casa na praia, viajar para o exterior, etc. Isso é extremamente comum em nossa sociedade que estimula tanto o consumismo. Muitas vezes a pessoa passa até a acumular dívidas para manter esse novo padrão de vida, mesmo tendo um aumento da renda, por exemplo: financiamento de casa ou carro, prestações de eletrodomésticos, móveis e muitas outras. Continue lendo »

O que as pessoas mais compram em tempos de crise

Matéria retirada da Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios, muito interessante.

O blog Cheapstake fala sobre alguns produtos campeões de venda em tempos de crise.

TOp 10

1 – Sementes

Segundo o blog, a jardinagem é uma boa maneira de aliviar o stress e, se você plantar vegetais, ainda é uma maneira de economizar dinheiro com as compras. As vendas de sementes cresceram 75% em algumas lojas durante a recessão, diz o blog.

2 – Livros de ficção

Segundo o blog, os leitores estão se afundando em histórias que, geralmente, têm um final feliz. Um levantamento da Times mostrou que, enquanto a venda geral de livros caiu, as de literatura deste tipo cresceram 13,5% no primeiro semestre do ano.

3 – Bilhetes de loteria ou jogos de sorte dos mais baratinhos também estão sendo mais vendidos desde o final de 2008. Parece que as pessoas acreditam que a recessão é uma boa hora para tentar a sorte.

4 – Ingressos de cinema

Diversão barata por pelo menos duas horas. Os filmes têm alcançado recorde de vendas.

5 – Aulas de yoga

Segundo o blog, promoções para a prática do exercício são cada vez mais aproveitadas. É uma maneira mais barata de relaxar e aliviar o stress. Continue lendo »

O que é um investimento arriscado?

Oi amigos, tudo bem?

Um assunto muito importante para o investidor é o risco. É muito importante que o investidor entenda muito bem esse conceito para tomar as melhores decisões para investir e assim equilibrar a rentabilidade e o risco.

Tradicionalmente o conceito de risco é relacionado à possibilidade de perda de dinheiro nos investimentos. Considera-se que o investimento seguro é aquele que tem pouca possibilidade de perda de capital, como por exemplo caderneta de poupança ou fundos de renda fixa.

Investimentos arriscado são considerados aqueles em que há uma maior probabilidade de perdas do dinheiro investido. Por exemplo: ações, opções, fundos multimercado, moeda estrangeira, ouro, entre outros. Alguma pessoas consideram que investir em imóveis é uma alternativa bastante segura, pois os imóveis geralmente se valorizam ao longo do tempo além de poder gerar renda proveniente de aluguéis, mas eles podem causar grandes prejuízos também, por isso, classifico-os como arriscados.

Esse tipo de classificação é adequado para a maioria das pessoas já que elas tem pouca educação financeira. A maior parte das pessoas não conhece muito sobre investimentos e deveria evitar aplicar grande parte de seus recursos em ativos de risco.

Mas para aqueles que tem um maior conhecimento financeiro eu proponho um tipo diferente de classificação. Pra mim, o risco do investimento é inversamente proporcional ao seu grau de conhecimento sobre aquele tipo de investimento. Minha definição de investimento arriscado para o investidor com inteligencia financeira é a seguinte:

Investimento arriscado é aquele que você não conhece, é aplicar dinheiro naquilo que você não sabe investir. Por exemplo: Se você é um especialista em imóveis residenciais, devido ao seu conhecimento na área, os riscos de você ter alguma perda são menores, já que você sabe como escolher um bom imóvel. Então o investimento em imóveis passa a ser um investimento de baixo risco. Agora, se você tentar investir em outro tipo de ativo, ou mesmo em um tipo de imóvel que você não conhece, como por exemplo os imóveis comerciais, isso passa a ser uma operação mais arriscada, já que você não sabe bem o que está fazendo. Continue lendo »

A importância das pessoas ao seu redor

Oi amigos, tudo bem?

Vou falar hoje sobre as diversas influências que temos em nossas vidas. Somos influenciados por inúmeros fatores, tais como: nossos amigos, nossa família, nossos colegas de trabalho, a mídia, principalmente a televisão, os livros e revistas que lemos, a internet, filmes, músicas e muitas outras.

Muitas vezes essas influências não nos beneficiam, não estimulam o nosso crescimento e desenvolvimento. Basta olhar, por exemplo para a televisão e veremos que há poucos programas de qualidade que acrescentam algo à nossas vidas. Os telejornais, por exemplo na maioria das vezes falam de notícias ruins, crimes, catástrofes e outras coisas negativas. As novelas estão cheias de exemplos que não deveriam ser seguidos.

Essas influências, acabam de alguma maneira alterando a nossa forma de pensar, consequentemente alteram a maneira como agimos e consequentemente, alteram os resultados que obtemos. Logo é importante termos influências positivas para obtermos resultados positivos.

A maior influência que recebemos em nossas vidas são as pessoas, principalmente das pessoas mais próximas a nós, nossos parentes mais queridos, os nossos melhores amigos e as pessoas com quem passamos mais tempo, como nossos colegas de trabalho. Continue lendo »

Como comprar as coisas que você quer E investir bem o seu dinheiro?

Oi amigos, tudo bem?

Obrigado pelas visitas ao blog. Num comentário de um dos posts anteriores, uma leitora fez uma pergunta muito interessante:

“Qual seria o ‘pensamento ideal’ para fugirmos do impulso de gastar nesse mundo tão tentador???Se vestir X marca de roupa ou ir a tal lugar dá um status social grande, e eu posso pagar por isso.. como resistir à tentação e ‘negar’ o consumismo, pensando no longo prazo?????”

Há várias formas de se responder a essa pergunta, mas não vou respondê-la, vou fazer algo ainda melhor. Vou fazer uma pergunta melhor. As perguntas que você faz determinam a qualidade das respotas que você obtem.

O autor T. Harv Eker, em seu livro Os Segredos da Mente Milionária fala muito sobre o modo como os ricos pensam e como a classe média e os pobres pensam. Essa diferença no pensamento entre eles é que cria as diferentes realidades para eles.

Um dos princípios é o seguinte:

Os ricos pensam em termos de “E”, os pobres e classe média pensam em termos de “OU”.

Os ricos vivem num mundo de abundância, e sabem que você pode ter a possibilidade de ter o que você quiser se agir da maneira adequada. Os pobres vivem num mundo de escassez, acreditam que você deve abrir mão de uma coisa para poder obter alguma outra coisa.

Os pobres dizem: eu prefiro ser feliz a ser rico. Os ricos dizem: eu prefiro ser feliz E rico. Ser feliz é tão importante quanto ser rico, não faz sentido abrir mão de uma coisa para conseguir a outra, devemos buscar atingir os dois objetivos.

Os pobres falam: eu prefiro fazer o que gosto a ganhar dinheiro. Os ricos dizem: eu prefiro fazer o que gosto E ganhar dinheiro. Ter uma boa remuneração é tão importante quanto se sentir bem no trabalho, não vale a pena ter um sem ter o outro, devemos buscar os dois objetivos. Continue lendo »

Os Segredos de George Soros e Warren Buffet

Oi amigos

Hoje vou falar um pouco sobre um livro excelente escrito por Mark Tier – Investimentos: Os Segredos de George Soros e Warren Buffet.

Nesse livro o autor estudou os maiores investidores dos últimos tempos, homens que saíram do zero e se tornaram bilionários graças ao talento como investidores.  Os métodos de investimentos desses investidores são completamente diferente: George Soros é famoso por investir quantias grandes  com alavancagem em operações de curto prazo. Warren Buffet é famoso por comprar empresas por um preço abaixo de seu verdadeiro e valor e mantê-las por um longo período.

O autor tentou buscar as semelhanças que existem entre esses Mestres em nvestimentos, o seu modo de pensar, os princípios que norteiam os seus investimentos. Segundo ele, esses princípios podem ser usados para investir em qualquer tipo de ativo com resultados excelentes. Ele chama esses princípios de: Os 23 hábitos investidores nos investimentos. Continue lendo »